Imprimir esta página
Quinta, 25 Março 2021 18:03

Luta do funcionalismo: não à Reforma Administrativa - PEC 32/20

Avalie este item
(0 votos)

Nesta quarta-feira (24), ocorreu o 'Dia Nacional em Defesa do Serviço Público', iniciativa da Frente Parlamentar, ao qual 80 entidades e sindicatos participam, entre eles o Centro do Professorado Paulista. A luta é contra a PEC 32/2020, que reúne todos os recursos para o desmonte do Estado, sendo o servidor público o seu principal alvo.

Tem participado ativamente dessas reuniões a professora Laismeris Cardoso de Andrade, diretora da Sede Regional do CPP de São Bernardo do Campo e membro da diretoria executiva da entidade.

Segundo ela, aprovar a PEC 32/2020 será contribuir para a perda dos direitos trabalhistas dos servidores. "Será a pior e mais cruel medida na folha de pagamento dos aposentados e o desemprego de milhares de trabalhadores", diz Laís. 

O Servidor Público, em todas as formas, seja na Saúde, na Educação, em todos os setores políticos sociais, constitui o elo entre o “Poder e Povo”. A partir de 1988, justificando o papel que desempenha, desaparece o conceito de “Funcionário Público” para a designação de “Servidores Públicos”. Aquele que cuida e serve a todos.

O papel do Servidor Público hoje representa, neste momento de pandemia, o alicerce nos hospitais, nas UPAS, nos transportes das ambulâncias, nos cemitérios, nos laboratórios, e nos postos de vacinação,  comprometendo a própria vida.

Não existe um Estado organizado de qualidade sem os Servidores Públicos. E no momento em que lutam para salvar vidas, apresentam uma PEC para ser votada com retirada de direitos, presente cruel ao mérito de servir.

Que seja retirada a PEC 32/2020.

Que seja valorizado o Servidor Público brasileiro, que se faz presente e serve durante toda história política impulsionando o desenvolvimento do país.

O CPP diz não à Reforma Administrativa.

Lido 1136 vezes

5 comentários

  • Link do comentário Antonio Augusto de Araujo Vedoveli Segunda, 05 Abril 2021 23:20 postado por Antonio Augusto de Araujo Vedoveli

    Toda a estrutura de comunicação e de informatização do CPP deveriam funcionar não somente para divulgar notícias mas tb para aceitar comentários; caso contrário, é um cabide de emprego. O Presidente e o Conselho do CPP aprovam essa postura? UM SINDICATO CHAPA BRANCA CHEGA A SER IMORAL.
    CPP: encaminhado à Presidência. Aguarde retorno por e-mail.

  • Link do comentário Antonio Augusto de Araujo Vedoveli Quarta, 31 Março 2021 17:05 postado por Antonio Augusto de Araujo Vedoveli

    O CPP AO EVITAR COMENTÁRIOS MAIS POLITIZADOS CONTRA POLÍTICOS COMO O DÓRIA DEMONSTRA SER UM SINDICATO CHAPA BRANCA.
    CPP: encaminhado à Presidência. Aguarde retorno por e-mail.

  • Link do comentário Antonio Augusto de Araujo Vedoveli Terça, 30 Março 2021 19:41 postado por Antonio Augusto de Araujo Vedoveli

    A vontade desmedida do Dória-Botox ser presidente parece que está fazendo água. Quem sabe agora que ele necessita do funcionalismo público paulista para se reeleger governador - ele raciocine um pouco sobre a crueldade que seu governo está causando para a classe?

  • Link do comentário Sulivan de Andrade Sábado, 27 Março 2021 09:25 postado por Sulivan de Andrade

    Concordo!

  • Link do comentário Regina Aparecida de Morais Sexta, 26 Março 2021 21:07 postado por Regina Aparecida de Morais

    Como servidores públicos e cidadãos que somos , devemos expressar total indignação e repúdio para tal proposta. Trata-se de documento que propõe a perda de todos os direitos trabalhistas, através de trechos alterados da nossa constituição , bem como a inclusão de novos artigos reticentes e/ou excludentes. As mudanças propostas demonstram desrespeito e total indiferença não só a futuros ingressantes , mas também a trabalhadores na ativa e aposentados.