Quinta, 25 Março 2021 19:20

CPP pede ao Governo de SP vacina para todos os professores

Avalie este item
(0 votos)

O Centro do Professorado Paulista protocolou nesta quinta-feira (25), no Governo do Estado de São Paulo, um ofício no qual pede ampliação da campanha de vacinação contra a Covid-19 para todos os professores, não apenas para aqueles com faixa etária superior a 47 anos.

O documento foi endereçado ao governador do estado, João Doria, ao secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, e ao secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn.

Nesta quarta-feira (24), o governador João Doria (PSDB) anunciou vacinação para professores a partir do dia 12 de abril. A expectativa é que sejam imunizados 350 mil profissionais da Educação Básica das redes municipais, estadual e privada do estado de São Paulo. A campanha, porém, restringe o acesso a profissionais com idade igual ou superior a 47 anos.

No documento, o CPP relata a preocupação com a escalada da pandemia no Brasil e reconhece o prejuízo social ocasionado pelo fechamento das unidades de ensino, apesar da necessária e absolutamente compreensível medida para conter uma doença letal que já ceifou mais de 300 mil vidas por todo o país.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, a entidade se posicionou pelo fechamento das escolas para preservar a vida de professores, estudantes, familiares. Mas, para que o problema da falta de atividades escolares presenciais seja resolvido, ou pelo menos amenizado, considerando que são de fato fundamentais as experiências físicas do seio escolar, urge ampliar o Programa de Imunização para todos os profissionais da Educação, sem distinção.

O Governo do Estado de SP argumenta ter priorizado profissionais com idade em que a incidência de casos moderados e graves de Covid-19 é mais alta. O CPP, todavia, alerta que  não há mais grupo de risco concreto diante da variante P.1 do novo coronavírus. Tanto é verdade que especialistas e  veículos de imprensa já registram aumento de óbitos e internações entre pessoas com idades de 30 a 50 anos. Ou até menos.

Em 20 de março, o jornal Folha de São Paulo reportou crescimento de 20% para 28% no índice proporcional de jovens mortos por Covid-19 no estado de São Paulo. Desde o início do ano, o número de óbitos vem crescendo sobremaneira entre pessoas com menos de 60 anos, sendo de 94% nesta idade; 252% na faixa dos 40 anos; e 172%, na faixa dos 50.

Desse modo, a entidade solicita providências do Governo do Estado de SP no sentido de imediata inclusão de todos os profissionais da Educação no Programa de Imunização contra a Covid-19, único caminho para o retorno às aulas com tranquilidade para professores, estudantes, pais, familiares e toda a comunidade escolar.

"O CPP se posiciona em nome da Vida, da Saúde Pública, da Escola e de tudo o que representa, em síntese Educação e Formação Humana para o bem-estar social", diz o documento.

Veja o ofício na íntegra (cópia do documento protocolado na Secretaria da Saúde)

Lido 900 vezes

3 comentários

  • Link do comentário Deuzimar de Sousa Costa Sexta, 26 Março 2021 11:14 postado por Deuzimar de Sousa Costa

    No meu entender, como professor da rede pública, principalmente trabalhando a 14 anos no Casa Itaquera acredito que todos os profissionais da educação como todos os funcionários teriam que tomar a vacinação, pois estamos mais expostos ao contato direto, mesmo usando os equipamentos de proteção.

  • Link do comentário ROSEMARY MARTINS DA SILVA E CASTRO Quinta, 25 Março 2021 22:52 postado por ROSEMARY MARTINS DA SILVA E CASTRO

    Senhores meus cumprimentos,
    Venho aqui agradecer os esforços dos senhores na tentativa de ampliar a vacinação para todos os professores. Externando a minha insatisfação, deixo minha vez de fala aqui para mais um questionamento que já me foi respondido anteriormente, mas amplio e sei ser do conhecimento dos senhores: professores que não estão na ativa ainda prestam serviços de reforço escolar autonomamente em suas comunidades, em empresas como pedagogos, hoje remotamente pois aprenderam a fazer isso e não deixam de ser professores por estarem atuando fora do ambiente escolar de âmbito estadual, municipal ou privado, porque estaobaposentados ou esperando aposentadoria. Mas se estiverem imunizados poderão continuar fazendo o oficio presencialmente tanto como autonomos ou em empresas privadas. Dessa forma faz-se necessário que todos os profesdores e profissionais da educação sejam imunizados bem como toda a população brasileira e mundial. Aguardo retorno. Obrigada.
    CPP: encaminhado à Procuradoria. Aguarde retorno por e-mail.

  • Link do comentário Irene Galego velasco  brito. Quinta, 25 Março 2021 20:38 postado por Irene Galego velasco brito.

    O CPP da regional Bragança Paulista SP, concorda plenamente que as escolas públicas e particulares encontra se fechadas,até que haja vacina para todos os funcionários da Educação

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.