Quarta, 23 Março 2016 13:08

Wifredo Lam: o Espírito da Criação

Avalie este item
(0 votos)
Wifredo Lam: o Espírito da Criação Foto: reprodução/Memorial

Exposição do artista cubano que conviveu com Picasso, Breton e Miró fica em cartaz do dia 23 de março a 1º de maio na Galeria Marta Traba do Memorial da América Latina. São 80 obras, entre gravuras e pinturas inéditas, pertencentes ao acervo do Museu de Belas Artes de Cuba.

 

Os trabalhos de Lam são do período de 1939 a 1976 e enfatizam a natureza experimental e o desenvolvimento progressivo do artista nas diferentes fases de sua estreita relação com as culturas marginalizadas e a transposição poética destas para a pintura a partir do seu domínio absoluto do cubismo e do surrealismo. Essas influências de Lam vêm do período em que conviveu com Picasso, Breton e Miró e representantes do realismo mágico como os franceses Gherasim Luca, Dominique Agostini, José Pierre e o colombiano Gabriel García Márquez.

 

Segundo Roberto Cobas, curador da exposição – que esteve recentemente no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba -  “Lam adotou linguagens das vanguardas europeias, em especial do surrealismo, criando uma linguagem pictórica e única. O surrealismo do artista traz uma adaptação de elementos procedentes do cubismo e do surrealismo ao universo poético dos cultos afro-cubanos”.

 

SERVIÇO

Exposição: Wifredo Lam – O Espírito da Criação

De 23 de março a 1º de maio

Galeria Marta Traba

Memorial da América Latina/Metrô Barra Funda

De terça-feira a domingo, das 9h às 18h

Entrada Gratuita (portões 1, 2 e 5)

Estacionamento: portões 4, 8 e 15

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.