Imprimir esta página
Quarta, 20 Janeiro 2021 17:45

Sem divã e poltrona: a psicanálise na pandemia

Avalie este item
(0 votos)

Lançado pela Aller Editora, obra discute o novo normal imposto aos profissionais e pacientes


O livro Psicanálise e pandemia, organizado pelo Fórum do Campo Lacaniano do Mato Grosso do Sul e publicado pela Aller Editora, busca, por meio de artigos escritos por autores de diversas regiões do país e do mundo, entender como a presente situação afetou a prática clínica e a sociedade, estando ambas atravessadas, desde a fundação da psicanálise, pelo luto, mal-estar político e angústia frente às incertezas e instabilidades do mundo.

E ainda como as mudanças provocadas pelas medidas de isolamento social para conter a disseminação da Covid-19 impuseram aos psicanalistas e aos pacientes uma nova configuração do setting analítico: nada de divã e poltrona, dispositivos definidores da psicanálise. Com isso, seus praticantes se depararam com sessões virtuais para prosseguir o tratamento, e então perguntas surgiram sobre o papel do corpo na psicanálise e as incidências do contexto e trauma sociais sobre aqueles que demandam atendimento clínico.

Assim, os autores desta obra se perguntam: o isolamento e suas consequências inseriram na clínica novas questões ou aprofundaram aquelas que já existiam?

Para dar cabo da reflexão, os autores recorreram tanto a textos seminais da formação analítica — como Luto e melancolia, de Sigmund Freud, e O aturdito, de Jacques Lacan — quanto a obras de arte e a acontecimentos políticos recentes, visando pôr o discurso analítico em circulação na esfera pública, hoje saturada pelos discursos científico, da autoridade, do mestre e, sobretudo, pelas fake news, e reelaborar sua epistemologia.