Terça, 11 Setembro 2018 14:10

Daniel: “Introduzir música nas escolas é algo recompensador."

Mônica de Araújo
Avalie este item
(8 votos)
Daniel: “Introduzir música nas escolas é algo recompensador." Foto: Fábio Nunes/divulgação

Confira os vencedores da 18ª edição do Concurso de Corais Infantojuvenil foram: Coral da Escola Paulista, do Fundamental 1 e o Coral Feitiço, do CEU EMEF Feitiço da Vila, no Ensino Fundamental 2.

O evento ocorreu nos dias 18 e 19 de setembro na sede central do CPP. 

 

Para comemorar os 18 anos do Concurso de Corais Infantojuvenil do CPP, idealizado e coordenado pela professora Loretana Paolieri Pancera, primeira vice-presidente da entidade, o Portal CPP divulga uma entrevista exclusiva com o cantor Daniel, que mais do que ninguém conhece o sucesso e o aperfeiçoamento de quem se dedica à música.
 

Portal CPP: Quantos anos você tinha quando a música entrou em sua vida?

Daniel: O dom pela música desabrochou muito cedo, desde muito pequeno, com 5 anos de idade já cantarolava dentro de casa, isso me fazia bem. Logo percebi que esse reflexo era evidente no meu irmão mais velho, o Gilmar, portador de paralisia cerebral. Acredito ter sido um dos maiores impulsos na minha vida me fazendo entender que o meu canto poderia fazer bem a alguém. Logo em seguida ganhei um violão do meu pai e a partir daí nunca mais parei de cantar.
 

Você, que viaja Brasil afora, qual a influência da música na vida de crianças e adolescentes?

A música é poderosa por si só, transformadora, curadora, e é muito importante em diversos aspectos, na socialização, no aprendizado mesmo, muitas pesquisas comprovam os benefícios da música associada à educação regular.
 

A educação, apesar de ser base de desenvolvimento, não consegue ter a devida valorização no Brasil. Em sua opinião, qual a iniciativa para que as escolas públicas possam efetivamente disponibilizar a música aos alunos?

A iniciativa deveria ser dos nossos governantes, sei que muitas escolas já trabalham com música em sua grade mas ela deveria fazer parte do currículo escolar pelos benefícios que proporciona.
 

O Concurso de Corais Infantojuvenil do Centro do Professorado Paulista completa 18 anos. Durante esse tempo houve exemplos em que música conduziu os alunos ao sucesso. O esforço para ultrapassar barreiras é grande. O que você pode dizer para incentivar os alunos a se dedicarem à música?

Posso dizer que a música retribui a nossa dedicação, o sentimento de realização, a leveza que fazer música, seja tocando ou cantando, nos proporciona , é algo maravilhoso. Além de fazer bem a música também pode se tornar uma profissão em diversos sentidos por isso, mesmo sendo suspeito para falar pois amo música, eu incentivo as crianças e jovens a terem contato com esse universo encantador.
 

Os educadores também encontram limitações. Na escola pública é preciso contar com apoio das famílias, dos gestores e ainda ultrapassar barreiras estruturais. É difícil ensinar música aos brasileirinhos. No Estado de São Paulo, não é diferente. Entretanto, a satisfação de incorporar a música à vida dos alunos é incomensurável. Qual a dica para os educadores seguirem em frente?

Não seria uma dica mas um estímulo: vocês podem ter certeza que estão transformando vidas, e uma vida que é transformada já é um grande feito. Não desanimem, introduzir música nas escolas é algo recompensador e que trará grandes frutos no futuro.
 

Como paulista, o que você faria para melhorar a educação pública em São Paulo? 

É muito difícil avaliar assim a educação. O que eu vejo é que precisamos melhorar, precisamos de mais investimento nos professores que são a base de tudo, que nossos governantes possam realmente olhar para a educação com mais respeito e carinho. A educação tem que vir em primeiro lugar, em casa e na escola.
 

Certamente, você já viu a música como agente transformador na vida de uma criança ou adolescente. Como foi? 

Já vi e ouvi muitas histórias sim, assim como o esporte, a música pode resgatar e dar novo rumo, novos horizontes para crianças e jovens. Ainda bem que existem projetos de incentivo à música e que proporcionam essa transformação. Como disse antes, se uma vida for encaminhada para o melhor, já valeu a pena.
 

Deixe aqui o seu recado aos participantes do 18º Concurso de Corais Infantojuvenil do Centro do Professorado Paulista e aos seus professores.

Eu gostaria de parabenizá-los pelo trabalho e desejar que continuem plantando essa semente maravilhosa que é a música. Cantar em coro além de ser maravilhoso para quem ouve, envolve muitas pessoas que têm o mesmo objetivo e essa integração também faz a diferença.

Quero agradecer por poder estar aqui representado tantos nomes da nossa música e fico feliz em saber que consegui nesse meu tempo de carreira construir um pequeno legado e que a minha música tem feito a diferença na vida de alguém! O que é uma grande responsabilidade para mim.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.