Quinta, 01 Agosto 2013 09:48

Diretor de escola mal avaliado será afastado

Avalie este item
(0 votos)

A Secretaria de Educação entende que a Constituição prevê a possibilidade de perda do cargo público em caso de "insuficiência de desempenho".

Nesta quinta-feira (1/8),  a matéria de destaque dos veículos de comunicação é: "São Paulo pretende afastar diretor de escola mal avaliado", uma delas, assinada por  Fábio Takahashi, da Folha de S.Paulo, revela a decisão do governo paulista em afastar diretor de escola que não seja bem avaliado.

Confira:

"O governo de São Paulo decidiu criar um sistema de avaliação que vai retirar do cargo diretores de escola que tiverem baixo desempenho.

A iniciativa, à qual a Folha teve acesso, é considerada pela Secretaria da Educação como inédita no país. Atualmente, vigora a ideia de que o dirigente tem estabilidade ao ser aprovado em concurso --ele perde o posto apenas por desvio de conduta.

Pela proposta desenhada pela gestão Geraldo Alckmin (PSDB), os novos diretores serão avaliados por três anos.

Após o período, os que não alcançarem desempenho satisfatório terão mais três anos para se recuperar. Os que falharem perderão o posto.

Ainda não foram definidos todos os quesitos da avaliação. Deverão ser considerados o desempenho do diretor em um curso de gestão e a opinião de professores, alunos e funcionários da escola.

O governo ainda analisa se a regra valerá para todos os diretores das cerca de 5.300 escolas da rede ou apenas para os que forem contratados a partir de agora --Alckmin anuncia hoje concurso para cerca de 1.400 dirigentes.

Segundo o secretário da Educação, Herman Voorwald, a ideia é que os dirigentes, mesmo aprovados nos primeiros anos de avaliação, continuem a ser submetidos a exame anual, com a possibilidade de perda do posto.

"Temos a possibilidade de formar o diretor em suas deficiência ou desligá-lo caso o perfil dele não seja adequado para a gestão", disse.

A Secretaria da Educação afirma que já se prepara para contestações judiciais.

A pasta tem o entendimento de que a Constituição prevê a possibilidade de perda do cargo público em caso de "insuficiência de desempenho". O mecanismo, porém, nunca foi regulamentado, afirma a secretaria.

A Constituição prevê a perda do cargo em caso de problema de desempenho, mas isso só pode ocorrer após processo com garantia de defesa e de contraditório.

Outra dificuldade pode ser a perda de interesse pelo posto. O piso para diretor é de
R$ 3.552, com gratificações. "

4 comentários

  • Link do comentário Denise Sábado, 03 Agosto 2013 09:00 postado por Denise

    e como será feita esta avaliação? de cima pra baixo ou de baixo para cima? porque ser avaliado pelos seus pares, ou pela comunidade, ou pelos alunos, pelos pais, pelos supervisores são pontos de vistas bem diferentes, além é claro de um protecionismo vindo de alguns lados...e de uma rejeição exagerada que possa vir do outro lado.. na minha opinião .quem sabe melhor sobre uma direção são os professores e os pais que realmente são presentes em reuniões de CE.

  • Link do comentário Kel Sexta, 02 Agosto 2013 23:04 postado por Kel

    Este contexto deveria valer para toda a rede, pois o diretor só será bom se a equipe que comanda for boa, isto é todos são responsáveis. O professor que não desempenhar sua função bem também deveria ser mandado embora, senão o diretor não tem como fazer seu trabalho com uma legislação onde bons e ruins tem o mesmo valor.

  • Link do comentário Haroldo Tessari Sexta, 02 Agosto 2013 10:02 postado por Haroldo Tessari

    Disfarce de ditadura. Essa avaliação faz com que o Diretor não terá direito a greve e passe a pressionar professores em greves do magistério. Só não vê quem não quer.

  • Link do comentário Cintia Quinta, 01 Agosto 2013 19:13 postado por Cintia

    Eu acho que deveria ser com os que aqui já estão,porque tem muitos professores que estão passando das condutas de seu posto humilhando e discriminando professores da categoria O que ainda não entende seus direitos sendo assim coagidos...

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.