Terça, 12 Junho 2018 11:02

SP tem maior número de casos de agressão a professores desde 2014

Avalie este item
(0 votos)

O estado de São Paulo registra o maior número de agressões a professores da rede estadual no primeiro trimestre desde 2014. Obtidos com exclusividade pela GloboNews por meio da Lei de Acesso à Informação, os dados oficiais da Secretaria Estadual da Educação de São Paulo mostram que, no primeiro trimestre deste ano, foram registrados 64 ocorrências de agressão. Trata-se do mais alto número para o primeiro trimestre contabilizado desde 2014.

O número do primeiro trimestre deste ano aponta um aumento até mais acentuado do que vinha sendo registrado no comparativo anual de agressões a professores contabilizadas pela Secretaria da Educação. De acordo com a pasta, 2017 registrou o maior número de casos de agressão a professor dos últimos anos. Foram 251 casos registrados, dois a mais que no ano anterior. É também o maior número desde 2014.

 
O Registro de Ocorrência Escolar é uma ferramenta on-line na qual os Diretores de Escola realizam o registro de ocorrências de cunho disciplinar e natureza delituosa no âmbito da comunidade escolar. O acesso ao ROE é efetuado a partir do portal da SEE - Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.
 

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo afirmou que "São Paulo é pioneiro no enfrentamento das questões de relacionamento entre professor e aluno, criando em 2009 o Sistema de Proteção Escolar que dispõe de professores mediadores, manuais de apoio, distribuídos para todas as escolas da rede estadual com orientações de como os gestores escolares devem tratar a questão e o atendimento aos professores e alunos".
 

"O número mencionado pela TV representa 0,03% do número total de docentes do Estado de São Paulo e não se trata de dados estatísticos já que o ROE - Registro de Ocorrências Escolares é um mecanismo de registro interno da Secretaria de Educação do Estado."
 

"A Secretaria Estadual da Educação de São Paulo tem como premissa básica a valorização dos professores, tanto é que nessa semana nomeou 2.165 professores habilitados em concurso público. Outra medida foi garantir melhor remuneração a 33 mil profissionais do Quadro de Apoio Escolar (QAE)."
 

Fonte: G1

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.