Quinta, 20 Março 2014 12:22

Ensino brasileiro tem déficit de 32,7 mil professores

Avalie este item
(0 votos)

Segundo  auditoria especial do Tribunal de Contas da União (TCU) o ensino médio brasileiro tem  um déficit de  32,7 mil professores. O problema é especialmente focado  na área de exatas, onde a carência é expressiva., com  mais de 9 mil docentes, apenas em Física.

Entretanto, as redes têm 46 mil docentes sem formação específica, que poderiam ser capacitados, e 61 mil fora das salas de aula, cedidos para áreas administrativas. O estudo foi realizado pelos Tribunais de Contas de 24 Estados e do Distrito Federal.

 

Roraima e São Paulo, não aceitaram participar da auditoria. A análise afirma que o déficit de professores encontrado pode ser ainda maior uma vez que foram feitas algumas simplificações nos cálculos para evitar superdimensionamento - por exemplo, professores que dão aulas em duas disciplinas foram registrados como dois docentes. Importante ressaltar que  a apuração encontrou um número elevado de contratos temporários.

Secom/CPP

 

1 Comentário

  • Link do comentário Denise Martins Quinta, 20 Março 2014 19:20 postado por Denise Martins

    Eu sou professora de ciências e matemática, mas eu jamais pegaria aula de matemática porque o governo sobrecarrega estes professores com várias provas externas durante o ano, correções ,preenchimento de planilhas,etc...prefiro pegar aulas de química na minha jornada suplementar.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.