Terça, 09 Abril 2019 10:53

Curso gratuito para professores oferece formação em Ed. Midiática

Avalie este item
(1 Voto)

 Iniciativa do Palavra Aberta e da Fundação Vanzolini aborda tema obrigatório na BNCC

  

O Instituto Palavra Aberta e a Fundação Carlos Alberto Vanzolini desenvolveram o curso Educação Midiática e a BNCC para professores de escolas públicas e privadas de todo o Brasil. O objetivo é ampliar a reflexão sobre o campo de atuação jornalístico-midiático, tema que faz parte do conteúdo de Língua Portuguesa da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Fundamental, homologada pelo Ministério da Educação (MEC) em 2017.

A iniciativa conjunta das organizações visa suprir uma carência imediata referente a esse assunto na formação docente, uma vez que possibilita ao professor a ampliação do letramento midiático por meio da análise, produção, circulação e redistribuição de informação e de opinião na era digital.

O curso, que contou com o apoio do Google para ser desenvolvido, prevê que os professores reflitam sobre o planejamento e a coordenação de situações de ensino-aprendizagem, junto a seus alunos e alunas, que envolvam o trato ético e crítico com a informação e opinião nos tempos e espaços escolares, como demanda a BNCC.

Totalmente gratuito, o curso é 100% online e autoinstrucional – ou seja, o professor tem liberdade de realizá-lo no tempo que desejar. A carga horária de 30 horas está organizada em quatro módulos temáticos: comunicação como direito; campo jornalístico-midiático; produção e circulação de informação na era digital e, por fim, comunicação de marcas e novos formatos de marketing.

Apesar de ser destinado a docentes da Educação Básica, quaisquer interessados podem se cadastrar e assistir ao curso. A inscrição e o acesso se dão por meio desta plataforma

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.