Sexta, 16 Julho 2021 09:52

Alunos da rede estadual de SP iniciam período de férias

Avalie este item
(0 votos)

Estudantes que não tiveram desempenho suficiente no 1º semestre poderão participar de atividades de recuperação; escolas continuam abertas para oferecer merenda aos mais vulneráveis

Os 3,4 milhões de alunos da rede estadual iniciam, a partir desta sexta-feira (16), o período de férias escolares de acordo com o calendário letivo de 2021. O retorno está previsto para 2 de agosto.

Por conta da pandemia, os estudantes acompanharam as aulas de forma híbrida, em sistema de revezamento para as atividades presenciais, respeitando o limite de 35% da capacidade de cada escola, assim como acessaram conteúdos remotos oferecidos pelo Centro de Mídias SP. Neste primeiro semestre, 1,8 milhão de alunos frequentaram as escolas. Considerando o aplicativo do CMSP, já são mais de 2,85 milhões de acessos até 2021, além dos conteúdos assistidos pelos dois canais de TV aberta e nas redes sociais.

Recuperação intensiva

Os estudantes que não atingiram desempenho satisfatório em português e matemática nos dois primeiros bimestres do ano, assim como os que tiveram frequência inferior a 75% nas mesmas disciplinas, serão priorizados na participação das aulas de recuperação intensiva. Elas acontecerão de forma presencial e com atividades pelo Centro de Mídias SP como forma complementar.

Ao todo, serão três aulas por dia para cada ano/série, assim como a disponibilização de vídeos e materiais de apoio pelo CMSP a partir do dia 12 de julho. As aulas vão de 19 a 30/7.

Merenda continuará sendo fornecida aos estudantes

Para garantir a segurança alimentar dos estudantes, como tem sido desde o início do ano, as unidades seguem abertas mesmo durante as férias para o fornecimento de merenda aos alunos mais vulneráveis. Podem se alimentar tanto os que estiverem frequentando as atividades de recuperação quanto os demais, que podem ir até a unidade, consumir a merenda e retornar para casa.

Novas regras para o retorno

Em agosto, quando o calendário de aulas será retomado, novas regras vão fazer parte da rotina presencial das escolas. Nessa etapa, o cálculo do número de alunos será feito de acordo com a estrutura física de cada unidade e o distanciamento entre as carteiras será de 1 metro, conforme cita a OMS (Organização Mundial da Saúde) em sua lista de verificação de protocolos para apoiar a reabertura das escolas, assim como o documento com orientações para a reabertura das escolas da educação básica no contexto da pandemia divulgado pelo Ministério da Saúde, bem como no Guia de retorno das Atividades Presenciais do MEC (Ministério da Educação), e no guia de protocolos da Prefeitura de São Paulo.

Até segunda-feira (12), de acordo com levantamento semanal da Secretaria da Saúde, mais de 801 mil profissionais da educação já foram imunizados com a primeira dose e 296 mil já estão com o esquema vacinal completo.

Lido 449 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.