Segunda, 21 Outubro 2013 16:24

Há anos professor consegue bloquear celular em sala de aula

Avalie este item
(0 votos)

Vinte e três presídios paulistas serão equipados com um novo sistema de bloqueio de telefone celular e internet wi-fi. As unidades escolhidas para receber os equipamentos são as que abrigam presos líderes de facções criminosas e as que possuem presos de alta periculosidade.

O governador Alckmin anunciou que vai acelerar a instalação de bloqueadores de celulares nos presídios paulistas. A aceleração do processo se deu após a divulgação de detalhes do Ministério Público sobre a atuação de membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) dentro e fora das prisões.

 

Segundo o Agora -SP,  há tempos em sala de aula o professor de engenharia elétrica Márcio Mathias, 49 anos, do Centro Universitário da FEI em São Bernardo do Campo (ABC) consegue bloquear os inconvenientes celulares em sala de aula.

 

Quem obteve este sucesso é o   mestre e doutor em engenharia, que usa um bloqueador de celular na classe para evitar que alunos atrapalhem suas explicações.
"Comecei a usar porque algumas pessoas abusam do celular e atrapalham o andamento normal da aula", diz.
"Uso até no cinema. O bloqueador é a companhia perfeita para ver filmes." declarou Mathias.

 

Para ele, não há restrições tecnológicas para o uso em presídio. Mathias comprou seu aparelho em 2007 pela internet e pagou cerca de R$ 45,00. A proeza do professor  é bloquear sinais de quatro operadoras de telefonia e impede o uso de internet 3G.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.