Segunda, 26 Agosto 2019 18:54

O governo e a avaliação do profissional da educação

Avalie este item
(1 Voto)

A avaliação na escola, tanto a dos estudantes como a dos docentes, é fundamental. Nos estudos sobre o tema estão incluídos valores e princípios direcionados a uma postura política que diz respeito à concepção de educação e ao compromisso com a transformação da sociedade. 

Nessa perspectiva, a finalidade principal da avaliação é analisar o processo de ensino aprendizagem garantindo informações que permitam aos profissionais que atuam na instituição decidir sobre os redirecionamentos necessários em face do projeto educativo definido coletivamente e comprometido com a aprendizagem do estudante. Os instrumentos e medidas de avaliação se vinculam ao Projeto Político-Pedagógico, que por sua vez, está direcionado ao perfil do estudante, à realidade e necessidades da instituição.
 

A avaliação do professor e professora pelos Coordena­dores Pedagógicos conforme orientações do governo paulista, não atende a nenhum daqueles postulados. O papel dos Coordenadores é coordenar o trabalho coletivo, analisar o desenvolvimento do projeto político-pedagógico juntamente com os colegas, para que cada um, sem a perda da autoridade autoral, se posicione e se comprometa com o trabalho na perspectiva do projeto maior, o projeto de Educação da instituição.
 

Os profissionais da educação perguntam: como os coordenadores avaliam o trabalho dos profissionais que lecionam disciplinas diferentes daquelas de sua formação? O procedimento é assistir a aula e preencher um formulário de avaliação, com qual finalidade? Por que o coordenador atribui notas de zero a quatro ao trabalho dos colegas? Como os Coordenadores Pedagógicos estão vendo esse novo desvio de função? Qual a qualidade do material indicado pelo governo para nortear a avaliação do educador e educadora?
 

No próximo Encontro dos Professores Representantes discutiremos esse assunto entre outros. Convide um colega para comparecer junto com você. Discuta o assunto na escola, traga as conclusões. Após a reunião vamos sistematizar um documento a partir das conclusões, divulgá-lo nas mídias da entidade e entregá-lo para o secretário.

Reunião

Dia: 6 de setembro
Café da manhã: das 8 às 8h45
Início dos trabalhos: 9h.

* Maria Claudia de A. Viana Junqueira, diretora e coordenadora do Encontro de Representantes de Escola

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.