Quarta, 22 Março 2017 15:27

E se houvesse psicólogos e assistentes sociais nas escolas?

Avalie este item
(0 votos)

A professora Loretana Pancera comenta a violência nas escolas e o projeto de lei que obriga a contratação de psicólogos e assistentes sociais nas escolas públicas; no "CPP em Revista" desta semana.

1 Comentário

  • Link do comentário Marcelo Sexta, 24 Março 2017 19:11 postado por Marcelo

    Sempre são bem-vindas ajudas de especialistas. Porém, se não vierem para somar, seria melhor ficarem onde estão e procurarem outro setor para atrapalhar. Já temos uma horda de professores de educação especial que defendem seu peixe e falta de vontade de trabalhar, dizendo que o aluno especial deve passar mais tempo dentro de uma sala regular, mesmo que este não aprenda nada ou só atrapalhe, do que na sala especial. Se é para ser assim, então, não precisamos de professor de educação especial, que ganha o mesmo que nós e fica só uma hora por semana com este aluno. Ou seja! Não faz nada! Sempre defendemos uma sala especial dentro de cada escola ou escolas polos com as salas nelas, fazendo com que o aluno estudasse nesta sala e interagisse com os demais em intervalos, eventos, excursões... No entanto, o professor de educação especial, que jura que o contato na sala regular faz bem para todos, não conseguiu provar a tese. Só temos visto o contrário. Então, repito! Se não for para vir com embasamento, bom senso, racionalidade... só com falácias de livros e gente que não sabe o que acontece de verdade, que fiquem bem longe.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.